8 Formas Rápidas de Melhorar a sua capacidade de Concentração

Este artigo revela-lhe 8 formas rápidas de melhorar a sua capacidade de concentração. Dessa forma, verá melhorada a sua performance profissional e dará mais um passo no sentido do sucesso.

Se alguma vez sentiu dificuldade em desempenhar uma tarefa mais desafiadora no seu trabalho, a estudar para um exame importante, ou mesmo a desenvolver um projeto mais minucioso, talvez tenha interesse em desenvolver a capacidade de se concentrar ou focar em algo específico.

Que fatores afetam a nossa concentração

A capacidade de concentração pode ser afetada por diversas razões. Alguns de nós têm simplesmente mais dificuldade em “desligar” as distrações. A idade e a falta de sono estão, sem dúvida, entre os principais motivos.

Ficamos facilmente frustrados quando nos estamos a tentar concentrar em algo e não conseguimos. Isto conduz a stress e irritação o que definitivamente agrava o problema.

Se tudo isto lhe soa familiar, continue a ler porque apresentamos em seguida 8 formas rápidas de melhorar a sua capacidade e concentração.

1. Treine o seu cérebro

Jogar um certo tipo de jogos ajuda definitivamente a melhorar a concentração. Tente os seguintes jogos:

  • Xadrez
  • Jogos de memória
  • Sudoku
  • Palavras cruzadas
  • Puzzles
  • Jogos de palavras

Um estudo de 2015 conclui claramente que este tipo de jogos, 15 minutos por dia, 5 dias por semana, têm um efeito surpreendentemente positivo na concentração. Além disso desenvolvem a memória de curto prazo e a capacidade de resolver problemas. Pode consultar este estudo aqui (em inglês).

Este tipo de jogos podem ser ainda mis importantes para adultos mais velhos. As pessoas mais idosas, normalmente reformadas, vão perdendo capacidades intelectuais muito pelo facto de simplesmente utilizarem menos o cérebro. O cérebro é como um músculo. Tem, da mesma forma, que ser utilizado com frequência para se manter desenvolvido. Lei também o nosso artigo com 12 truques mentais para desenvolver a sua autodisciplina.

2. Melhore o seu sono

Quando ficamos privados de uma boa noite de sono, a concentração, assim como outras funções cognitivas, como memória e atenção, ficam severamente comprometidas.

A privação de sono ocasional poderá não causar muitos problemas. No entanto, se não conseguir ter uma boa noite de sono regularmente, o seu humor e desempenho no trabalho serão afetados.

Além disso, estar muito cansado pode até desacelerar os seus reflexos e afetar a sua capacidade de conduzir ou mesmo realizar tarefas simples.

Uma agenda exigente, problemas de saúde e outros fatores por vezes tornam difícil dormir o suficiente. Porém, é importante tentar dormir a quantidade de horas que os especialistas recomendam. Entre 7 a 8 horas por noite.

Melhorar a qualidade do sono também pode trazer benefícios. Algumas dicas, desde já, para que possa melhorar o seu sono hoje mesmo:

  • Desligue a TV e arrume o telefone e outros dispositivos uma hora antes de se deitar;
  • Certifique-se que o seu quarto mantem uma temperatura confortável;
  • Relaxe antes de se deitar com música suave, um banho quente ou um livro;
  • Deite-se e levante-se por volta da mesma hora todos os dias, mesmo aos fins de semana;
  • Pratique algum tipo de exercícios físico regularmente, no entanto evite exercícios pesados antes de se deitar.

Poderá encontrar mais dicas e informação sobre o sono no artigo “Uma boa noite de sono”.

3. Pratique exercício físico

O aumento da concentração está entre os muitos benefícios da prática regular de exercício físico. Comece já e saiba que daqui a 4 semanas, como resultado, sentirá os efeitos na sua capacidade de concentração. Isto é suportado por um estudo de 2018 (BioMed Research International).

Faça o que puder

Embora o exercício aeróbico seja o mais recomendado para este fim, fazer o exercício que puder fazer é sempre melhor do que não fazer nenhum.

Levante-se mais cedo e faça uma corrida de 15 a 20 minutos antes do duche da manhã. Não utilize o elevador, use as escadas. Se for possível fazer as suas deslocações diárias a pé, faça-o.

4. Experimente meditar

As práticas de Meditação e Mindfulness trazem imensos benefícios tanto à concentração como à saúde de uma forma geral.

Uma revisão de 23 estudos científicos, levada a cabo em 2011, encontrou evidências sugerindo que a prática de Mindfulness focada na atenção pode ajudar a aumentar a capacidade de concentração. Analogamente, Mindfulness também pode melhorar a memória e outras habilidades cognitivas.

Meditação não significa apenas sentar-se silenciosamente com os olhos fechados. Ioga, respiração profunda e muitas outras atividades podem ajudá-lo a meditar.

Em seguida, dê uma vista de olhos pelos nossos artigos sobre meditação.

5. Ligue-se com a natureza

Antes de mais nada, se pretende aumentar a sua capacidade de concentração de forma natural, tente sair todos os dias, mesmo que seja só por 20 minutos. Eventualmente, um passeio a pé pelo parque. Ou então sentar-se no seu jardim, quintal ou terraço. Qualquer ambiente natural ajuda. Esta ideia é, da mesma forma, suportada por estudos científicos. Uma investigação de 2014 encontrou provas que até uma planta no local de trabalho ajuda a aumentar a concentração e produtividade. Portanto, ligue-se com a natureza pra aumentar a capacidade de se concentrar.

6. Faça uma pausa

Então fazer uma pausa no trabalho ou no estudo para o teste pode aumentar a concentração? Essa ideia pode parecer um pouco contraintuitiva. Porém, os especialistas dizem que realmente funciona.

Considere este cenário: passou algumas horas a trabalhar no mesmo projeto e, de repente, a sua atenção começa a divagar. Mesmo sendo difícil manter o foco da sua mente na tarefa, opta por continuar na sua secretária, forçando-se assim a continuar. No entanto, a sua batalha pela concentração está a deixá-lo stressado e ansioso por perceber que não vai terminar o trabalho a tempo.

Provavelmente já esteve nessa situação. A próxima vez que isso acontecer, quando sentir que a sua concentração cai pela primeira vez, faça uma pequena pausa mental. Refresque-se com uma bebida gelada ou um lanche nutritivo, dê uma caminhada rápida ou saia para apanhar sol.

Posteriormente, quando voltar ao trabalho, não se surpreenda quando perceber que está mais focado, motivado ou mesmo criativo.

7. Insira estes alimentos na sua alimentação

Os alimentos que ingere podem afetar as funções cognitivas. Evite alimentos processados, com muito açúcar e alimentos muito gordurosos.

Para aumentar a concentração, tente comer mais do seguinte:

  • Peixes gordos (pense em salmão e truta)
  • Ovos (clara e gema)
  • Amoras
  • Espinafre

Além disso, manter-se bem hidratado também pode ter um impacto positivo na concentração. Pelo contrário, a desidratação, mesmo leve, pode tornar mais difícil concentrar-se.

O café (cafeína) pode, do mesmo modo, ajudá-lo nas atividades que requerem uma concentração elevada. A mesma coisa é válida para o chá verde e para o chocolate negro (mais de 70% de cacau).

8. Treine a sua capacidade de concentração

Estes exercícios de concentração são sobretudo utilizados para ajudar crianças com problemas de concentração. No entanto, mostram-se igualmente eficazes em adultos.

Estes exercícios mentais implicam dedicar totalmente a atenção a uma atividade por um determinado período de tempo. Estamos assim a treinar e a aumentar a nossa capacidade de concentração.

Experimente então as seguintes atividades:

  • Desenhe ou rabisque por 15 minutos;
  • Defina um cronômetro para 3 a 5 minutos e tente piscar os olhos o mínimo possível;
  • Toma banho de olhos fechados;
  • Ler um livro ou ver um filme e depois escrever um resumo ou contar para alguém;

Após a atividade, escreva sobre como se sentiu enquanto praticava o exercício. Em que momentos perdeu a concentração e como conseguiu voltar ao exercício.

Doenças que afetam a capacidade de concentração

A dificuldade de concentração pode ter origem em causas externas, ou seja, no ambiente que o rodeia. As interrupções por parte dos seus colegas de trabalho, por exemplo, ou as notificações do seu smartphone.

No entanto, é também possível que essas dificuldades de concentração tenham origem em causas internas. Falo de doenças que afetam o foco e a atenção, como por exemplo:

  • Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH);
  • Disfunção ou deficiência cognitiva;
  • Hipermetropia e outros problemas de visão;
  • Traumatismos cranianos e outros ferimentos na cabeça;
  • Depressão, Ansiedade e outras doenças mentais

Concluindo

Algumas das formas de melhorar a capacidade de concentração apresentadas aqui podem funcionar para algumas pessoas e simplesmente não funcionar para outras. Experimente várias e concerteza irá encontrar alguma que se adapte ao seu perfil.

Na realidade ainda existe uma calorosa discussão entre especialistas sobre os melhores métodos para o manter mais concentrado. Mas existem evidências suficientemente robustas que comprovam que estas dicas o vão ajudar. Em contrapartida, temos a certeza absoluta que não o vão prejudicar. Ou seja, o risco é nulo.